Portagens nas scuts podem enviar 17 mil para o desemprego


Para as regiões de Castelo Branco, Guarda e Viseu, as auto-estradas A23, A24 e A25 são as únicas rotas economicamente viáveis, e seguras, para transportar bens e efectuar serviços na região.
Quando as portagens começarem a funcionar, a maior parte das empresas destas regiões vão perder a competitividade actual, e muitas destas serão mesmo obrigadas a fechar, lançando para o desemprego milhares de pessoas.

Apesar das muitas tentativas de sensibilização do governo para não introduzirem as portagens, “eles” continuam insensíveis a esta questão, até porque não lhes diz respeito. “Eles” ganham o suficiente para pagar quantas portagens forem preciso, e muitas vezes, o dinheiro nem sequer sai dos ordenados milionários (pago pelos portugueses), mas directamente do fundo do estado (que tem a mesma fonte).

Quando o assunto é o Golfe, cria-se uma Lei no próprio dia, mas quando está em causa a saúde do interior, a resposta é:
– “Deixa morrer, que enquanto o interior for pobre, a Europa paga-nos para lhes melhorar as condições de vida, e depois usamos esse dinheiro para fazermos o que quisermos em Lisboa.”

E isto será assim até ao dia que alguma entidade internacional comece a apontar o dedo para estes lados.
Mas esperem um pouco, não é isso que já está a acontecer. (FMI !)
Políticos de Portugal, tenham medo, tenham muito medo, porque a mama está prestes a acabar, não interessa quem esteja no poder.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s